A construção civil tem se adaptado para lidar com todos os fatores presentes em projetos e processos, que vão além de despesas e tempo; exemplo é a progressiva precaução com a sustentabilidade das obras

O que é sustentabilidade?

            Sustentabilidade é, de acordo com o dicionário brasileiro, “o conceito que, relacionando aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais, busca suprir as necessidades do presente sem afetar as gerações futuras e o que é necessário à conservação da vida”.

Aplicando a sustentabilidade

            Com o aumento dos estudos sobre o impacto das construções no meio ambiente, empreendedores, engenheiros e arquitetos passaram a ter a preocupação e o cuidado para que seus novos projetos funcionem de forma eficaz e não comprometam a natureza e seus recursos.

            O conceito de sustentabilidade deve ser levado em conta em todas as fases de um projeto. Assim como o ciclo de vida de um edifício e sua relação com os aspectos ambientais, um projeto sustentável é um sistema que viabiliza intercessões com o meio ambiente sem esgotar os recursos naturais.

            Presentes em indústrias de manufatura, sistemas de energia e transporte, a Engenharia Sustentável não se limita aos canteiros de obra e seu produto.

            Muitas alternativas sustentáveis já estão se popularizando no ramo da Engenharia. Algumas delas são o bioconcreto, material com capacidade de se regenerar por conta da presença de bactérias em sua composição. Outra é a já conhecida reutilização de plástico, agora aplicada a blocos.

            Outra alternativa são os vidros inteligentes, que podem ser programados para adequar iluminação e privacidade ao desejo do usuário, proporcionando diminuição do consumo de energia elétrica.

            Estruturas de aço permitem as mais diferentes finalidades, desde a estrutura da construção até o telhado. O aço tem grande durabilidade, resistência, confortos térmico e acústico, fora a redução de resíduos durante a construção. É um material totalmente reciclável.

Conheça alguns projetos sustentáveis no Brasil

            O Estádio Mineirão foi o primeiro no Brasil a receber o selo Platinum da LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). Ele é um sistema internacional de certificação e orientação ambiental para edificações utilizado em mais de 160 países. Depois da reforma do estádio para a Copa do Mundo de Futebol de 2014, ele foi aprovado em oito categorias da certificação.

            Entre as ações tomadas está a reutilização e a reciclagem de mais de 90% do lixo gerado, a doação das antigas cadeiras para escolas do interior de Minas Gerais e a construção de um reservatório para armazenamento de água de chuva parta ser usada nas descargas dos banheiros e na irrigação do campo.

            Além de todas estas medidas, foi instalada no estádio uma usina solar fotovoltaica, também chamada de Parque Solar ou Central Fotovoltaica. Ela consiste em um sistema projetado para a produção de energia elétrica em alta tensão, com o objetivo de gerar energia elétrica para a iluminação e cujo excedente pode ser vendido e injetado na rede de distribuição da companhia de energia do estado.

            Também com certificação LEED Platinum, o Eco Berrini Tower, em São Paulo (SP), possui sistemas de aproveitamento de água e administra a produção de resíduos e materiais. Também tem fachadas de vidro e sistemas inteligentes de refrigeração do ar. Em decorrência de todas estas medidas, o edifício de 95.000m² e 32 pavimentos teve uma economia de 40% no consumo de água e 30% no de energia.

            Um empreendimento que alcançou a certificação LEED Gold foi o Porto Brasilis, edifício comercial localizado no centro do Rio de Janeiro (RJ). Além de uma fachada de vidro com película termoeficiente, que reduz a entrada de calor sem bloquear a passagem de luz, o prédio também possui um sistema que reutiliza a água da chuva, sistema para separação de lixo reciclável e vagas preferenciais para veículos com baixa emissão de carbono.

            Localizado no bairro Campo Comprido, em Curitiba (PR), o edifício Eurobusiness foi erguido para ter um consumo de 50% menos energia e 80% menos água que o habitual para prédios semelhantes. Um sistema inteligente para os elevadores retorna a energia usada para a rede elétrica do edifício.

Creso de Franco Peixoto

            De acordo com o professor Creso de Franco Peixoto, docente do Centro Universitário Moura Lacerda, em Ribeirão Preto (SP), a sustentabilidade é como a estrutura de um prédio – qualquer elemento insuficiente pode derrubá-lo em algum momento. “Também são assim os projetos de base política que desprezam premissas sociais, financiamentos onde se tenha garantia de pagamento apenas das primeiras parcelas ou até trabalhos de proteção ambiental”, completa.

Categorias: Notícias

Milagre do Verbo

A Milagre do Verbo Agência de Comunicação e Mkt Digital, organização com 15 anos de presença no mercado local, regional e nacional, é formada por uma equipe que reúne profissionais com ampla experiência no setor de Comunicação Corporativa.