Medida restringe horário de funcionamento de supermercados e proíbe igrejas e eventos esportivos

O governo do estado de São Paulo estuda decretar a fase roxa contra a pandemia da covid-19. É uma fase ainda mais restrita que a atual, vermelha, e que nunca foi usada em um ano de combate contra a covid-19. A informação é da rádio CBN.

A fase roxa pode ser anunciada entre esta quarta e sexta-feira e que passaria a valer a partir de sábado no estado. Inclui horários restritos de funcionamento de atividades essenciais, como padarias, supermercados e postos de gasolina, além de suspensão total de eventos religiosos e esportivos, como o campeonato paulista de futebol.

Além disso, o governo deve utilizar escolas para a criação de hospitais de campanha. O primeiro deles seria na comunidade de Heliópolis. A avaliação é que não há tempo hábil para a construção de tendas, como na primeira onda de contágio da pandemia. São Paulo está com ocupação média de 81% em Unidades de Terapia Intensiva, mas 32 municípios já têm ocupação total. Cerca de 120 pacientes buscam UTIs por dia. Trinta pessoas já morreram no estado nos últimos dias na fila de espera.

O Brasil segue batendo recordes de mortes e contágios pela pandemia. Nesta terça-feira o país teve novo recorde diário de mortes, com 1.972 registros, além de 65.537 novos casos de contágio. O país tem um total de 268.568 óbitos e de 11.125.017 casos, segundo consórcio dos veículos de imprensa. O estado de São Paulo tem 2.134.020 casos, e 62.101 mortes confirmadas, com 517 mortes nesta terça-feira.

Outros estados também seguem com medidas cada vez mais restritas de circulação para combater a covid-19. Minas Gerais, por exemplo, que criou a fase roxa na semana passada, tem 23% das internações de jovens de 30 a 39 anos. Por lá, 194 dos 853 municípios estão nesta nova fase mais restrita. O Rio Grande do Sul também criou a fase roxa de restrição.

Especialistas seguem apontando que as novas variantes, combinadas à aglomerações de jovens, são uma combinação explosiva que impulsionou os casos e as internações dos mais jovens.

Restrições da fase vermelha

  • Apenas atividades essenciais podem funcionar, como supermercados, açougues, padarias, feiras livres, farmácias, postos de gasolina, petshops, igrejas e templos religiosos
  • Comércio, shoppings, academias, salões de beleza, bares precisam ficar fechados
  • Restaurantes: permitido serviços de retirada, entrega (delivery) e a compra sem sair do carro (drive-thru). Consumo no local é proibido
  • Parques ficam fechados
  • Venda de bebida alcoólica só é permitida entre 6h e 20h
  • Escolas podem ficar abertas, com capacidade de 35%
  • Qualquer tipo de aglomeração é proibida
  • Praias: somente atividades individuais são permitidas

Fonte: Exame