Abrão Muszkat, fundador da incorporadora, trabalha com expectativa positiva, de lançar R$ 1,1 bilhão neste ano

Com 45 anos de atuação no mercado imobiliário, Abrão Muszkat, fundador da incorporadora You, avalia que as perspectivas para o setor continuam “muito boas” em 2021. As vendas de imóveis da companhia estão “muito próximas” do esperado, nestes primeiros meses, e há projeção de dar início, em abril, à safra de lançamentos de R$ 1,1 bilhão no acumulado do ano.

Na avaliação do empresário, ainda que as taxas de juros possam ter alta, a Selic não chegará ao patamar de 5%, no fim do ano, e a concessão de crédito imobiliário não será prejudicada. Os juros baixos têm favorecido também a migração de investidores de aplicações financeiras para ativos reais. Atualmente, 40% das vendas da You se direcionam a esse perfil de comprador, mais do que o dobro dos 15% de um ano atrás.

De agosto a dezembro de 2020, a incorporadora lançou o VGV de R$ 928 milhoes, superando os R$ 900 milhões de 2019, mas abaixo do R$ 1,2 bilhão previsto inicialmente. A redução do total apresentado ao mercado deveu-se à suspensão de lançamentos nos primeiros meses da pandemia de covid-19.

Com maior parcela de pessoas trabalhando em casa em decorrência do isolamento social, a You, conhecida pelos imóveis compactos desenvolvidos na cidade de São Paulo, reformulou parte de seus produtos. Antes da pandemia, 75% dos lançamentos eram compactos com metragem máxima de 40 m2. Com as mudanças, metade dos projetos passou a ter até 120 m2.

No ano passado, a companhia passou a atuar também no segmento econômico, além do tradicional médio padrão.

Com lançamentos em apenas cinco meses de 2020, as vendas brutas da You tiveram queda de 4,5%, para 780 milhões. Por outro lado, a redução dos distratos fez com que as vendas líquidas cresceram 1%, para R$ 730 milhões.

Desde o fim de semana, as atividades dos plantões de vendas da incorporadora estão suspensas, devido à fase vermelha do Plano São Paulo, mas a comercialização virtual das unidades prossegue.

Um dos desafios que o setor imobiliário tem enfrentado é a alta de preços dos insumos, como aço e cimento. Segundo Muszkat, há expectativa de estabilidade dos custos a partir do segundo trimestre. Se houver novos aumentos, a You pretende absorvê-los, de acordo com o empresário, mesmo que isso signifique sacrificar parte da margem. “O mercado está forte, mas o comprador não aceita pagar qualquer preço”, diz o fundador.

Muszkat conta que a You tem sido procurada por fundos imobiliários interessados em sociedades em empreendimentos em curso e na oferta de recursos para a compra de terrenos e para construção. Em 2020, a companhia foi uma das incorporadoras que cancelou sua oferta inicial de ações (IPO). “Os múltiplos estavam desfavoráveis. No futuro, poderemos voltar ao mercado de capitais. O setor está vendendo bem, mas não há incorporadoras que os investidores queiram comprar”, diz.

Embora tenha expectativa positiva em relação ao mercado, o empresário pondera que “a economia precisa andar bem para o setor andar bem”. “O mercado continua bom, mas o governo precisa controlar a inflação”, afirma. Em relação à vacinação contra a covid-19, o entendimento de Muszkat é que o andamento do processo, na medida necessária, não tende a ocorrer antes do segundo semestre. “O governo deixou de providenciar as coisas na hora certa”, diz.

A You fechou 2020 com lucro líquido de R$ 137 milhões, o maior de seus 11 anos de história e 350% acima do registrado em 2019. A receita líquida cresceu 15%, para R$ 635 milhões. A companhia obteve margem bruta de 37,5%. No ano passado, a incorporadora gerou caixa de R$ 61 milhões.

Fonte: Valor Econômico – Por Chiara Quintão