O vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Celso Petrucci, citou também que o acesso do consumidor ao crédito está mais difícil

O vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Celso Petrucci, disse hoje que o aumento dos juros é uma preocupação para o setor, mas ressaltou que não existe a expectativa que as taxas do crédito imobiliário atinjam dois dígitos.

Petrucci citou que os financiamentos habitacionais com recursos da poupança somaram R$ 97 bilhões, no primeiro semestre. “No segundo semestre, deve haver outros R$ 98 bilhões”, disse o vice-presidente da CBIC.

Ele citou também que o acesso do consumidor ao crédito está mais difícil. “Mas não temos sentido reclamações de incorporadoras e construtoras sobre distratos”, disse o vice-presidente.

Fonte: Valor Eocnômico