O estudo indica que em março de 2021, o faturamento deflacionado das indústrias de materiais em comparação com o mesmo mês de 2020, foi 22,6% maior

A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulgou na semana passada a nova edição da sua pesquisa Índice, elaborada pela FGV com dados do IBGE, apresentando os dados de faturamento do setor.

O estudo indica que em março de 2021, o faturamento deflacionado das indústrias de materiais em comparação com o mesmo mês de 2020, foi 22,6% maior.

Com esse resultado, o primeiro trimestre do ano registra alta de 15,6% na comparação com o mesmo período de 2020.

A nova edição da pesquisa também aponta os dados consolidados de fevereiro de 2021. No período, a indústria de materiais de construção teve faturamento 11,6% maior que o observado em fevereiro de 2020.

Para 2021 a previsão da Abramat permanece, estimando crescimento de 4% no faturamento da indústria de materiais de construção em relação a 2020.

“O resultado positivo no primeiro trimestre de 2021 mostra que a indústria de materiais de construção está sendo demandada, o que possibilita chegarmos a um crescimento de 4% ainda este ano. De qualquer maneira, é importante ressaltar que se faz necessário acelerar a vacinação em todo país, bem como progredir nas pautas de reformas no Congresso Nacional, para que se minimizem potenciais impactos negativos das externalidades”, comenta Rodrigo Navarro, presidente da Abramat.

Fonte/créditos: Revista Grandes Construções

Autor: Revista Grandes Construções – Assessoria de Imprensa

Publicado em: 22 de abril de 2021.

Categorias: Notícias do Setor