Modelo goiano de condomínio será testado em mais Estados. Foto: Divulgação

O aumento do interesse por casas em terrenos mais amplos e distantes de grandes centros na pandemia animou um grupo imobiliário de Goiás a tentar “exportar” um formato local de empreendimento para o resto do País. A Planalto prevê investir R$ 1 bilhão para lançar cinco projetos semelhantes ao goiano, formado por sete condomínios num complexo com um parque temático, hotel e comércio de conveniência.

O grupo acredita que a crise sanitária ajudará na compreensão do modelo em outros Estados. O conceito “cidade de lazer” tem como âncora o parque temático e a aposta na busca por qualidade de vida, ainda que em localização mais afastada das áreas urbanas.

A previsão é fazer lançamentos em Brasília, São Paulo, Campo Grande, Cuiabá e Belo Horizonte até 2025. A expectativa é alcançar um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 5 bilhões.

Empresa pretende lançar fundo imobiliário

Como parte do financiamento, a empresa tem mantido conversas com gestoras como a XP para lançar um fundo imobiliário de desenvolvimento, menos comum do que aqueles que já compram carteiras de projetos prontos.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 04/05, às 15h15.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Fonte: Gabriel Baldocchi, Estadão.