As empresas Imovelweb e Play2Sell lançaram a Imobplay, plataforma de games, com o objetivo de fomentar a educação no setor. Entenda

Gamificação é um dos mercados mais promissores no mundo dos negócios (Foto: Pexels)

Aprender de forma divertida e estimulante. Essa é a proposta da gamificação — técnica que usa elementos de jogos para facilitar o aprendizado das pessoas. Popular em muitos setores, o conceito chegou (também) ao mercado imobiliário. As empresas Imovelweb, portal de imóveis, e a Play2Sell, startup especializada em treinamentos de vendedores por meio de games, desenvolveram o Imobplay, plataforma que usa a gamificação para ensinar sobre o mercado de imóveis.

Funciona assim: corretores, diretores, imobiliárias, gerentes e supervisores — sendo clientes ou não do Imovelweb — podem acessar o aplicativo (disponível na Apple Store e Google Play) e participar do desafio. Eles deverão estudar os e-books, depois responder as perguntas do game. O primeiro colocado do mês receberá prêmio em dinheiro ou produto eletrônico. A maior premiação acontecerá em 19 de julho (último dia do desafio) no valor de R$ 10 mil. “É uma competição saudável. As pessoas aprendem competindo com os seus colegas”, diz em entrevista à Casa Vogue Felipe dos Santos, fundador da Play2Sell.

Segundo o empreendedor, a gamificação ajuda a qualificar os corretores. “Tem sido um desafio [entender sobre o mercado imobiliário] para esses profissionais. Isso porque, hoje, os clientes pesquisam bastante antes de fechar um negócio. Algumas vezes, os consumidores sabem mais sobre o assunto do que os próprios vendedores. […] A gamificação vem com uma alternativa divertida e estimulante de aprendizado. De acordo com os dados internos, 98% dos usuários aprenderam mais com o game da Play2Sell”, diz ele. Afinal, segundo a neurociência, a metodologia é uma das maiores ativações do nosso sistema de motivação e recompensa.

Para Angelica Quintela, gerente de marketing do Imovelweb, a gamificação no mercado imobiliário se destaca principalmente em tempos de pandemia — que acelerou a transformação digital. “O corretor deve estar inteirado das novas tecnologias. E, esse é nosso papel: oferecer ferramentas que possam agregar valor e qualificá-lo ainda mais.”

Mercado de gamificação

A gamificação tornou-se um dos mercados mais promissores. Segundo a pesquisa publicada no ReportLinker, o setor deve movimentar cerca de US$ 40 bilhões em investimentos nos próximos três anos. Em 2018, por exemplo, o mercado global de gamificação foi avaliado em US$ 6,8 bilhões.

E foi neste mesmo ano que a startup brasileira Play2Sell foi fundada. “No primeiro ano, atingimos o faturamento de R$ 98 mil; em 2019 de R$ 388 mil, e em 2020, crescemos 113% — fechando o ano com faturamento de R$ 900 mil”, conta Santos. Para 2021, a expectativa faturar R$ 2 milhões.

Fonte: Por Sabrina Bezerra, Casa VOGUE.