Segundo a Abecip, foram financiados R$ 18,35 bilhões. Em valores nominais, o volume financiado em março é o maior para o mês na série histórica iniciada em 1994

No acumulado de 2021, o montante financiado somou R$ 43,09 bilhões, alta de 112,8% em relação ao mesmo período do ano passado (Créditos: Viagens e Caminhos/ Shutterstock)

Conforme apurado pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), no mês de março, os financiamentos imobiliários com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) chegaram a R$ 18,35 bilhões. O resultado representa alta de 47,4% face a fevereiro e de 172,7% frente ao mesmo mês de 2020.

Em valores nominais, o volume financiado em março é o maior para o mês na série histórica iniciada em 1994.

No acumulado de 2021, o montante financiado somou R$ 43,09 bilhões, alta de 112,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

Nos 12 meses encerrados em março deste ano, o valor total financiado foi de R$ 146,81 bilhões na aquisição e construção de imóveis com recursos do SBPE, crescendo 76,1% em relação ao apurado nos 12 meses precedentes.

Ainda segundo o levantamento, foram financiados 81,9 mil imóveis em março nas modalidades de aquisição e construção, apontando alta de 61,8% face a fevereiro e alta de 219,4% em comparação ao mesmo mês do ano passado. Apesar do resultado positivo nessa última base de comparação, a Abecip destaca que não se pode ignorar os primeiros efeitos da pandemia do coronavírus no ano passado.

Em 2021, o crédito imobiliário viabilizou a aquisição e construção de 187,6 mil imóveis, crescimento de 137,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 12 meses até março, foram financiadas 535,3 mil unidades na aquisição e construção de imóveis com recursos do SBPE, o que indica alta de 70,8% comparando com os 12 meses anteriores, quando 313,4 mil unidades foram objeto de financiamento bancário.

Fonte: Yuri Mulato, AEC Web.