Tipo da doença é a que mais afeta mulheres do Brasil e do mundo, mas também atinge homens

O mês de outubro é marcado por campanhas de conscientização sobre o câncer de mama. A cor rosa, utilizada como símbolo das ações, destaca o objetivo de alertar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce. Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), este é tipo de câncer mais incidente em mulheres de todas as regiões do Brasil, após o câncer de pele não melanoma. Estima-se que ocorrerão, em 2021, 66.280 casos novos da doença no país, o que equivale a uma taxa de incidência de 43,74 casos para cada 100.000 mulheres.

Ainda de acordo com o órgão nacional, a incidência do câncer de mama tende a crescer progressivamente a partir dos 40 anos, assim como a mortalidade por essa neoplasia. Dados apurados em 2019 mostraram que a doença causou, naquele ano, mais de 18 mil óbitos em mulheres, e 227 em homens. As principais orientações para a população feminina, a fim de prevenir casos graves do tumor, consistem em consultar o médico regularmente, assim como estar alerta aos sinais do problema.

Sintomas e exames

Segundo o Ministério da Saúde, entre os principais sinais do câncer de mama está a presença de um caroço, geralmente endurecido e fixo, nos seios. Ele pode doer, ou não. A pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito e a saída espontânea de líquido de um dos mamilos também podem ser sintomas da doença. Além disso, é possível que apareçam pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços, nas axilas. As chances de desenvolver a doença aumenta se houver casos no histórico familiar.

Os órgãos de saúde destacam que realizar o autoexame é uma boa forma de prevenção. O INCA constatou, em uma pesquisa, que mais de 60% das mulheres descobrem o câncer de mama por meio do autoexame. Ele é indicado para toda a população feminina a partir dos 20 anos. O procedimento mais comum é feito em pé, com o braço oposto à mama que deseja analisar levantado e apoiado sobre a cabeça. Com a mão, imagine o seio divido em faixas e use os dedos para fazer movimentos circulares de cima para baixo nessas faixas, procurando por nódulos.

Já a mamografia é o exame médico mais conhecido com a finalidade de estudar o tecido mamário por meio de radiografias. É aconselhado por médicos como um procedimento de rotina a cada dois anos, para mulheres entre 50 e 70 anos. Para quem possui câncer de mama no histórico familiar, a orientação é realizar a mamografia a partir dos 35 anos. O exame leva em torno de 15 minutos e pode gerar desconforto durante o processo, mas não machuca os seios.

Exemplo de prevenção

Juliana Oliveira, colaboradora do grupo de Vendas da EBEG Embalagens, descobriu nódulos nos seios aos 30 anos, e os acompanha desde então, todo semestre. Com histórico de câncer de mama na família, ela orienta todas as mulheres a fazerem os exames. “As mulheres que trabalham fora e cuidam da casa e da família, muitas vezes, deixam sua própria saúde de lado. O Outubro Rosa é uma época muito importante para alertar a população como um todo e nos prevenirmos dessa doença terrível”, conclui Juliana.

 Juliana Oliveira, colaboradora do grupo de Vendas da EBEG

MDOV  Comunicação  e  Marketing Digital
Atendimentos: Fabio Palaveri (16) 9-8100-5002 e Fernando Bueno (16) 9-9131-5326
E-mails: redacao3@milagredoverbo.com.br   e   fernando.bueno@milagredoverbo.com.br
Site: www.milagredoverbo.com.br    |    Facebook: milagredoverbocomunicacao
Twitter: @milagredoverbo    |    Instagram: @milagredoverbo

Categorias: [EBEG] RH Informa

Milagre do Verbo

A Milagre do Verbo Agência de Comunicação e Mkt Digital, organização com 15 anos de presença no mercado local, regional e nacional, é formada por uma equipe que reúne profissionais com ampla experiência no setor de Comunicação Corporativa.