Segundo a Abecip, total de 663,25 mil imóveis financiados entre janeiro a setembro foi o melhor resultado da história após o Plano Real

Por Álvaro Campos

O crédito imobiliário com recursos da poupança movimentou R$ 17,85 bilhões em setembro, com alta de 38,2% em relação ao mesmo mês do ano passado e queda de 15% frente ao recorde registrado no mês imediatamente anterior, segundo a Abecip, associação das instituições que oferecem essa modalidade de crédito.

No acumulado de 12 meses (outubro de 2020 a setembro de 2021), os empréstimos para aquisição e construção de imóveis somaram R$ 199,86 bilhões, alta de 94,5% em relação ao apurado nos 12 meses anteriores. Foram financiados 73,8 mil imóveis em setembro, o que representa alta de 75,6% na comparação anual e baixa de 18,2% na comparação mensal.

A Caixa se manteve na liderança do setor, com R$ 7,845 bilhões financiados nas modalidades construção e aquisição em setembro. O Itaú Unibanco apareceu em segundo lugar, com R$ 4,499 bilhões, e o Bradesco ficou em terceiro lugar, com R$ 2,628 bilhões.

Abecip: número de 663,25 mil imóveis financiados em janeiro a setembro foi o melhor resultado da história após o Plano Real  — Foto: Getty Images
Abecip: número de 663,25 mil imóveis financiados em janeiro a setembro foi o melhor resultado da história após o Plano Real — Foto: Getty Images

A Abecip afirma que o comportamento do crédito imobiliário do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) continua favorável e que o número de 663,25 mil imóveis financiados em janeiro a setembro foi o melhor resultado da história após o Plano Real.