Só em Bauru, foram criados quase mil novos postos de trabalho por empreendimentos imobiliários em 2020. Em todo o país, setor foi responsável por 112.174 novas contratações

Construção civil gerou mais de 30 mil empregos no ano da pandemia em SP, diz Caged — Foto: TV TEM/Reprodução

Mesmo em ano de pandemia, no qual vários setores sentiram os efeitos da crise provocada pela Covid-19, o setor de construção civil gerou mais de 30 mil contratações em 2020 no estado de São Paulo, de acordo com um levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Só em Bauru (SP), o Caged divulgou que foram criados 919 novos postos de trabalho por empreendimentos imobiliários. Em todo o país, o setor foi responsável por 112.174 novas contratações, 5,18% a mais que em 2019.

O setor da construção civil, considerado essencial pelo governo federal, cresceu em 2020 em investimentos e contratações.

Segundo Diogo Zopone, diretor de uma construtora que lançou um empreendimento durante a pandemia em Bauru, a empresa contratou cerca de 1,8 mil funcionários em 2020. Para ele, os incentivos à construção influenciaram o setor positivamente.

“A gente acredita que o setor continue forte. Os juros vão continuar baixos e a gente também espera que agora os preços dos materiais voltem a cair. Nós tivemos um aumento no preço de materiais essenciais como aço, tijolos, realmente pela falta de materiais e aumento de obras”, explica Diogo.

Venda de imóveis aumentou em 2020, segundo coordenador de vendas de construtora em Bauru — Foto: TV TEM/Reprodução

De acordo com o coordenador de vendas de uma outra construtora em Bauru, Carlos Damiati, a alta nos empregos na área da construção civil está diretamente relacionada com a procura por imóveis. Segundo ele, as vendas aumentaram no ano passado e o setor foi beneficiado por conta de juros mais baixos para o financiamento.

“Aquele investidor que estava acomodado com a questão financeira acabou saindo. Ele não quer mais deixar isso aplicado e ele jogou isso no mercado, então tudo isso veio a aquecer e movimentar esse mercado. Isso foi muito bom”, opina Carlos.

O construtor Rubens Ferreira também sentiu esse crescimento. Como profissão, ele compra terrenos, constrói imóveis e depois vende. Em 2020, Rubens entregou um prédio residencial e já trabalha na construção de mais imóveis.

“Eu considero uma atividade segura, uma atividade que não é um investimento de risco. Hoje você ganha pouco, amanhã você pode ganhar um pouco mais, mas perder você nunca perde”, garante o construtor.

Setor da construção civil gerou quase mil empregos em Bauru — Foto: TV TEM/Reprodução

Trabalhar na construção civil em 2020 também foi uma opção para o Diego Zanete, que costumava atuar na área de estética antes da pandemia. Em março do ano passado, ele aproveitou a oportunidade para mudar de setor e gostou do resultado.

“Foi uma mudança drástica, mas uma mudança prazerosa, uma mudança assim nova que expande os horizontes, né? Então foi muito bom”, opina Diego.

Fonte: G1 – Por: Luciana Teixeira e Fernanda Ubaid, TV TEM

Categorias: Notícias do Setor