“Não é a taxa de juros que dá sustentação ao mercado imobiliário, mas sim o acesso fácil ao crédito imobiliário”, diz Jair Mahl

O vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica Federal, Jair Mahl, afirmou, na tarde desta terça-feira. que o banco público estima crescimento de 7% do número de contratos imobiliários neste ano. Segundo ele, 80% dos contratos possuem acesso ao aplicativo do banco. A assinatura dos contratos de financiamento ainda não é feita on-line.

“Não é a taxa de juros que dá sustentação ao mercado imobiliário, mas sim o acesso fácil ao crédito imobiliário”, disse Mahl durante a Convenção Secovi-SP. O vice-presidente afirmou que a Caixa está mantendo a inadimplência do crédito imobiliário em “patamares aceitáveis”.

O banco público tem participação de mercado de 67% em financiamento habitacional.

“Em junho, assinamos R$ 13,1 bilhões em contratos de crédito imobiliário, o maior valor mensal”, disse Mahl, ressaltando que a Caixa tem “ouvido as construtoras”.

Questionado sobre perspectivas para 2022, o vice-presidente afirmou que o banco público irá suportar o crescimento necessário para atender às construtoras e incorporadoras”. 

Fonte: Valor Econômico