Presidente do The Related Group avalia que o setor continuará em crescimento nos próximos anos na capital paulista

Foto: Fernando Martinho/Valor

O bilionário Jorge Perez, presidente do The Related Group, pretende aumentar seus investimentos no mercado imobiliário paulistano. Um dos sócios do empreendimento Parque Global, em desenvolvimento na zona Sul de São Paulo, Perez voltará ao Brasil, em outubro, com a intenção de definir outros empreendimentos icônicos para desenvolver. Com investimentos nos Estados Unidos e na América Latina, o empresário avalia que o setor continuará em crescimento, na capital paulista, nos próximos anos.

O Parque Global tem Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 11,5 bilhões, abrangendo cinco torres residenciais de alto padrão, shopping center e complexo de saúde, educação e inovação. A parcela residencial responde por R$ 2,5 bilhões do VGV. Quatro das cinco torres foram lançadas, e a apresentação da próxima deve ocorrer em até três meses. Até o fim do ano, todos os edifícios residenciais estarão em obras.

“O mercado espera um produto de luxo, a um bom preço, com a segurança e as opções de lazer que oferecemos. Durante a pandemia de covid-19, as áreas comuns se tornaram muito importantes, pois as pessoas querem estar ao ar livre, onde a transmissão do coronavírus é menor”, diz o empresário. Segundo ele, a comercialização das três primeiras torres residenciais chega a 90% e da quarta, a 30%. “Quando a venda da última torre que lançamos chegar a 50% ou 60%, vamos apresentar a quinta”, afirma.

O empresário conta que, na sua vinda ao Brasil, em outubro, pretende “festejar o grande êxito do Parque Global”.

Na avaliação de Perez, diante das altas dos preços de terrenos e de custos de construção, a tendência é que os preços de imóveis residenciais passem por ciclo de forte alta, no mercado paulistano, assim como tem ocorrido em Miami, onde o grupo está sediado. As margens obtidas por The Related Group estão pressionadas, no Brasil, mas o empresário ressalta que os valores dos imóveis já começam a subir.

A próxima torre residencial do Parque Global será lançada com preços por metro quadrado mais elevados do que os das anteriores. “Os preços de imóveis, em São Paulo, são internacionalmente ridículos, mesmo se comparados aos de outros mercados da América Latina, como a Cidade do México e Buenos Aires”, afirma o empresário. Os valores das unidades são considerados por Perez favoráveis aos compradores também quando feita a relação entre os preços e os salários das classes média-alta e alta. “Dentro de um ou dois anos, os preços atuais parecerão extremamente bons”, afirma.

Em função de necessidades surgidas com a pandemia, os sócios do Parque Global decidiram ampliar a área dos apartamentos da próxima torre. As unidades terão de 142 metros quadrados a 330 metros quadrados com espaço para “home office” e filtros de ar. “Anteriormente, as unidades eram entre 10% e 15% menores”, compara o empresário.

Perez investe no Parque Global por meio da Related Brasil, que tem como sócios majoritários The Related Group e Related Companies. O primeiro projeto da Related Brasil foi o residencial de alto padrão VHouse. Nos próximos investimentos de Perez no Brasil, novas parcerias poderão ser fechadas com a Bueno Netto. “Não há bom negócio com mau sócio. É imprescindível ter bons sócios”, diz Perez.

Fonte: Por Chiara Quintão, Valor — São Paulo.