Cada vez mais desejado pelas empresas, o espiríto de liderança precisa ser descrito com clareza

Se você deseja que seu currículo se destaque, é necessário mostrar uma qualidade típica dos líderes: a iniciativa. Demonstre que você cria suas próprias oportunidades e não espera que outra pessoa tente resolver os problemas no seu lugar.

Empresas e colegas querem profissionais que tenham um instinto natural para fazer as coisas, e não aqueles que ficam esperando. Mostre na sua carta de apresentação que você é pró-ativo no trabalho e na carreira. Use verbos que indiquem essa postura, seja claro sobre sua maneira de atuar e liste os movimentos que fez para chegar onde está hoje.

Veja, na galeria abaixo, três maneiras de mostrar no currículo que você toma a iniciativa:

HinterhausProductions/Getty Images

1. Use verbos como “iniciou” ou “dirigiu”

O verbo “liderar” é muito usado em currículos. Entretanto, o que parece uma escolha banal de palavras pode diminuir o peso de seu trabalho e de suas realizações. Seja mais descritivo e preciso na sua maneira de comunicar. Comece a usar termos como “iniciou” ou “dirigiu”. Seja claro sobre o que você fez e não perca a oportunidade de falar sobre seu impacto nas empresas onde passou.

Maskot/ Getty Images

2. Indique funções criadas por você mesmo

Se você criou uma das funções que ocupou ao longo da carreira, certifique-se de que as pessoas saibam. A maioria dos profissionais está exercendo cargos que já existiam ou os que estavam disponíveis no anúncio de emprego. Poucos foram capazes de buscar funções que inicialmente não existiam.

Demonstre que você sabe o que quer fazer, que conhece as necessidades da companhia e que pode criar sua própria oportunidade. Esta é uma habilidade que poucos possuem, portanto, não deixe de comunicá-la. Na prática, você pode escrever “função autocriada” à direita de onde você cita o cargo. Impressione o leitor com sua iniciativa.

Luis Alvarez/ Getty Images

3. Inclua projetos paralelos

Não descarte o trabalho que você pode ter feito fora da sua jornada convencional. Se você reserva um tempo fora do trabalho para alguma causa ou projeto paralelo, isso demonstra interesse, determinação e iniciativa. Você acaba mostrando que quando quer algo, arranja tempo para isso.

Fonte: Avery Blank, Forbes.