Responsáveis pela relação entre colaboradores e empresas, os gestores de recursos humanos utilizam da psicologia e das habilidades sociais para promover o bem-estar dos funcionários, assim como garantir que os interesses das organizações sejam atendidos. Essa tarefa não é nada fácil, afinal nem sempre os pleitos e decisões são de comum acordo.

Nessas horas, os profissionais de RH não precisam contar apenas com seu expertise técnico – muitas vezes, a bagagem cultural também pode ajudar a elaborar estratégias para a resolução de conflitos ou implementação de iniciativas internas. 

Pensando nisso, elaboramos uma lista com 10 filmes que debatem obstáculos e conflitos morais que podem servir de inspiração para profissionais de RH. Veja, na galeria de fotos a seguir, quais são eles:

1. “Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento”

Disponível na Netflix, YouTube e Google Play

Baseado em uma história real, o filme conta a história de Erin Brockovich (Julia Roberts), uma mulher divorciada e mãe de três filhos que enfrenta dificuldades para sustentar a família. Sua vida muda depois que ela é contratada por um pequeno escritório de advocacia e descobre que uma das maiores corporações da cidade está contaminando a água de um pequeno município. Determinada a resolver o caso, a protagonista vai até o fim na luta contra o poderoso adversário e dá origem à maior indenização da história dos Estados Unidos até a época.

Marcado por valores como a perseverança e a força de vontade, o longa demonstra como a combinação entre o propósito e a determinação geram resultados impactantes – mesmo com recursos escassos.

2. “Escritores da Liberdade”

Disponível no Amazon Prime, YouTube e Google Play

Erin Gruwell (Hilary Swank) é uma professora recém-formada que passa a dar aulas de inglês e literatura para adolescentes de uma escola da periferia de Los Angeles. Ao deparar-se com uma realidade cheia de conflitos e rejeição, a personagem recorre a uma metodologia diferente de ensino, permitindo que os jovens conheçam mais profundamente a si mesmos e aos outros.

O filme traz um caso clássico de mudança de gestão frente a obstáculos e à falta de recursos. Ao utilizar as famosas soft skills, a profissional foi capaz de engajar seus alunos e mudar o comportamento deles frente aos problemas.

3. “Moneyball – O Homem que Mudou o Jogo”

Disponível na Netflix, YouTube e Google Play

Inspirado na vida de Billy Beane (Brad Pitt), diretor do time de baseball Oakland Athletics, o filme conta como o clube conseguiu ganhar o campeonato nacional e superar os times mais ricos dos Estados Unidos graças à barganha e à persistência. Sem dinheiro para pagar grandes atletas, o treinador recruta os jogadores que foram deixados de lado pelas falhas técnicas, mas ainda permanecem com muita vontade de vencer.

Não é novidade que vários empreendedores de sucesso começaram sua carreira por baixo. Mas, para além desse fato, o filme mostra a importância da perseverança e da resiliência frente às derrotas, assim como o uso da criatividade e da força para insistir nos sonhos.

4. “Obrigado por Fumar”

Disponível no Disney+

Nick Naylor (Aaron Eckhart) é o porta-voz oficial da associação das empresas de cigarros dos Estados Unidos. Em um conflito ético entre os valores da família e o das companhias, o protagonista usa o seu poder de persuasão para convencer a população de que o cigarro não mata.

Além de destacar o poder das palavras na cultura das organizações, o filme leva ao extremo a ideia de “vestir a camisa” do negócio, mostrando – com toques de ironia – as consequências de se ter uma moral duvidosa no trabalho.

5. “Menina de Ouro”

Disponível no Amazon Prime e Google Play

Dono de quatro estatuetas do Oscar, o longa narra a história de Maggie Fitzgerald (Hilary Swank), uma garçonete que sonha em ser lutadora de boxe. Quando a jovem pede para ser preparada por um antigo treinador da região, Frankie Dunn (Clint Eastwood), é o seu melhor e único amigo, Scrap (Morgan Freeman), que o convence a apostar suas fichas em uma mulher.

A determinação e a garra para chegar até o fim é um dos temas centrais do filme, assim como a sabedoria para tomar decisões difíceis e a resiliência para se adaptar às mudanças.

6. “Happy Feet”

Disponível na Netflix e no Vivo Play

Diferente de todo o bando, tradicionalmente conhecido pelos bons cantores, o pinguim imperador Mano nasce totalmente desafinado e sem habilidades vocais. O personagem é envergonhado e deixado de lado pela comunidade até descobrir que tem outro super talento: o sapateado.

Apesar de ser uma animação, “Happy Feet” traz lições valiosas sobre a convivência no ambiente de trabalho, abordando temas como a quebra de paradigmas e a importância da mudança de perspectiva para profissionais que estão há anos na mesma posição.

7. “Sociedade dos Poetas Mortos”

Disponível no Disney+ e no Telecine

John Keating (Robin Williams) é o novo professor de inglês da Academia Wealton, uma escola para meninos de alto padrão extremamente exigente, tradicional e rígida. Ao perceber a frustração dos estudantes, o protagonista muda os métodos tradicionais de ensino e faz com que os jovens tomem coragem para seguir seus sonhos longe da pressão dos pais.

Mais do que mostrar uma mudança de paradigmas, o filme enfatiza como os profissionais podem – e devem – repensar novas formas de organização e buscar um propósito verdadeiro para aquilo que estão fazendo nas empresas.

8. “Estrelas Além do Tempo”

Disponível no Telecine

Baseado na biografia de três mulheres negras que trabalharam na Nasa durante a corrida espacial da Guerra Fria – Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe) – o filme retrata o papel das “computadoras”, ala feminina responsável pelos cálculos matemáticos complexos que levaram o primeiro homem à lua.

Os desafios encarados pelas personagens mostram que, além de propósito, é preciso desenvolver autoconfiança no trabalho e não se deixar abalar por mudanças e transformações do mercado.

9. “À Procura da Felicidade”

Disponível no Amazon Prime, YouTube e Google Play

Chris Gardner (Will Smith) é um pai solteiro que precisa cuidar sozinho do filho de cinco anos após problemas financeiros afastarem sua ex-esposa, Linda (Thandiwe Newton). Sem conseguir arranjar um emprego melhor, o pai e a criança acabam despejados e passam a viver em abrigos, banheiros e estações de trem enquanto dias melhores não chegam.

10. “Clube da Luta”

Disponível no Amazon Prime

Incomodado com seu estilo de vida monótono e frequentes crises de insônia, Jack (Edward Norton) é um jovem executivo que passa a frequentar um grupo de autoajuda para se sentir melhor. Lá, o protagonista se depara com um círculo de pessoas estranhas e problemáticas, como Tyler Durden (Brad Pitt), que o leva para uma sociedade secreta onde todas as tensões podem ser extravasadas em forma de combates corporais.

Na obra, a lição mais importante é o valor do capital humano para uma empresa. Além de mostrar o papel da cultura e da organização de um grupo, o filme também deixa claro que apenas o dinheiro não é suficiente para contratar e reter profissionais engajados.

Fonte: Forbes


Milagre do Verbo

A Milagre do Verbo Agência de Comunicação e Mkt Digital, organização com 15 anos de presença no mercado local, regional e nacional, é formada por uma equipe que reúne profissionais com ampla experiência no setor de Comunicação Corporativa.