Notícias

Challengers FA agradecem apoio do Moura Lacerda para a conquista do título


Membros da equipe Challengers Futebol Americano (FA), de Ribeirão Preto (SP), estiveram, na última sexta-feira (07/12), em visita à Diretoria do Centro Universitário Moura Lacerda. Eles foram agradecer o apoio da instituição de ensino na trajetória vitoriosa deste ano – a equipe conquistou o inédito troféu Super Traktor Bowl, de Campeão Brasileiro, em 2 de dezembro, na capital paulista, após vencer o Vingadores, de Belém (PA), por 48 a 23.

            O Moura Lacerda cedeu, em 2017 e 2018, campos de futebol da Unidade II/Campus para treinos do Challengers. A parceria deve continuar em 2019. O head coach (treinador) Francisco Araújo e os jogadores Leandro Costa (safety e diretor do time), Elias Silva (defensive line e diretor) e Felipe Matheus (safety) foram recebidos pelos diretores Paulo Lapini, Superintendente, a quem presentearam com uma camiseta comemorativa do título; Cláudio Bidurin, Administrativo; e Márcio Penna, Financeiro.

            O Challengers Futebol Americano existe há 11 anos. Nasceu do desejo de jovens que tinham contato com o esporte de formas inusitadas – partidas transmitidas por TV a cabo e jogos de videogame. Antes do título inédito deste ano, a equipe ribeirão-pretana havia sido vice-campeã Paulista em 2012, 2013 e 2014. Em 2016, o time foi vice-campeão Sul-Americano, em competição disputada na província de Huixquilucan, no México. Para levar o Super Traktor Bowl, eles fizeram quatro jogos na primeira fase e cinco, nos playoffs.

 

Apoio decisivo

 

            Segundo Araújo, a parceria com o Moura Lacerda fez diferença nos resultados positivos que a equipe obteve em 2018. O Challengers treina, no campus, às terças e quintas-feiras, das 20 às 21 horas, e aos domingos, das 9 às 13 horas. “O Futebol Americano é um esporte em crescimento no Brasil, mas ainda falta apoio. Há opositores nossos que nem têm local para treinar. A estrutura de alta qualidade proporcionada pelo Centro Universitário foi essencial para as nossas vitórias”, disse o head coach, também jogador até 2017.

            O Super Traktor Bowl é como se fosse a 2ª divisão da modalidade nacional. Em 2019, a equipe de Ribeirão Preto disputará a 1ª divisão, a BFA (Brasil Futebol Americano). “Agora, nos tornamos uma vitrine. Isso tende a trazer mais atletas qualificados, porque o nível das competições aumenta. Também esperamos que haja mais patrocínio, porque hoje ainda dependemos de rifas, venda de pizzas e outras ações para conseguir boa parte dos recursos que precisamos”, salientou Costa.

            Além da parceria com o Moura Lacerda, o Challengers recebe patrocínio do LOL Sports Bar e apoio das academias Universal e Winner, Botafogo Futebol Clube, Fundição Bema, Estúdio Z Fotografia, Natural Foods, Fit Store e Clínica RFisio Prevenção e Reabilitação (responsável pela recuperação do quaterback Miguel Mendonça, de 19 anos, a estrela do time, em tempo de disputar a final).

 

Futebol Americano

 

            Uma precária primeira competição de Futebol Americano foi organizada, em 2009, no Brasil, e teve a participação de oito equipes. De lá para cá nem tanta coisa mudou. Poucos são os times que jogam com full pads (equipamentos completos). Hoje, os capacetes continuam vindo do exterior, mas as ombreiras já são produzidas por aqui. A maior parte dos atletas compra seu próprio material de jogo. Muitos, de segunda mão.

            Uma partida de Futebol Americano tem quatro tempos de 12 minutos cada. Contudo, a cada jogada interrompida, seja por qual motivo for, o relógio também para, o que faz com que os jogos durem, em média, duas horas, duas horas e meia. Cada equipe entra com 11 atletas em campo, mas, no total, cada uma vai para o estádio com 50 jogadores. São permitidas inúmeras substituições.

            A Confederação Brasileira de Futebol Americano é a entidade responsável pela organização dos jogos nacionais. Há uma 2ª divisão (Série B), com 43 equipes, a mesma que a equipe de Ribeirão Preto conquistou em 2018, e uma 1ª divisão (Série A), com 32 times.