Notícias

Participantes do Pibid fazem 1ª Reunião Geral


Os 25 alunos selecionados dos cursos de Letras e Pedagogia, do Centro Universitário Moura Lacerda, em Ribeirão Preto (SP), e os do de Educação Física, em Jaboticabal (SP), participaram, no dia 28 de agosto, às 18h30, na Unidade I/Sede, da 1ª Reunião Geral do Pibid (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) do Ministério da Educação. A instituição de ensino superior é a única na cidade a ser aprovada neste projeto da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

            Além dos estudantes, a equipe é formada por três professores supervisores. Na EE (Escola Estadual) “Baudílio Biagi”, no bairro Adelino Simioni, em Ribeirão Preto, os participantes serão acompanhados pela coordenadora Fernanda Lorencete Borges e pela professora Renata Alessandra de Fávero Batista. Na EE “Professora Rosa Mari de Souza Simielli”, no bairro Sorocabano, em Jaboticabal, o professor Celso Ricardo Poletti fará a orientação dos bolsistas.

            A equipe do Moura Lacerda é formada pela professora Neire Aparecida Machado Scarpini, que desempenha a função de coordenadora Institucional do projeto; pelo professor Franco Aurélio Rodini Garcia, coordenador de Área; e pela assistente de Coordenação, Marli dos Reis Silva.

            “Estamos muito empenhados no desenvolvimento deste projeto. Sabemos o quanto ele pode contribuir para a formação de nossos universitários e como pode ser significativo aos alunos das escolas parceiras. Temos como objetivo articular conhecimentos e trabalhar pela promoção da saúde a partir da BNCC (Base Nacional Comum Curricular)”, explicou Neire Scarpini.

 

Experiência transformadora

 

            A coordenadora Institucional lembra que somente as instituições que conseguiram resultado satisfatório no Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior) puderam apresentar propostas de projetos de Iniciação à Docência e ter contrato firmado com o Governo Federal.

            Garcia ressalta o quanto este projeto pode acrescentar à carreira docente dos participantes. “Primamos pela qualidade no Ensino Superior. Queremos que nossos estudantes tenham uma experiência significativa de estágio, pois este programa exige uma verdadeira imersão no dia a dia das escolas públicas de Educação Básica. Há muito trabalho pela frente, mas nossa dedicação será total e contribuiremos, decisivamente, para melhorar o ensino no país a partir de nossa atuação”, afirmou.

            Fernanda Borges lembrou que esta será uma troca de conhecimento muito significativa. “É uma oportunidade para a universidade e a escola compartilharem saberes. É isso que faz a educação ser viva e transformadora”, disse.

            Matheus Lopes de Lima, que está no 4º período de Letras, contou o quanto quer atuar na área. “Quero muito conhecer a realidade da escola pública e alimentar este meu desejo de trabalhar como docente”, salientou.

            A universitária Giovana Carniel da Silva, do 3º período de Pedagogia, adora trabalhar com crianças. “Quero ter a oportunidade de desenvolver um trabalho em escola pública e contribuir para o desenvolvimento dos alunos de comunidades carentes”, ressaltou.

            Amanda Cristina Parreira está no 1º Período de Pedagogia. “O curso do Moura Lacerda é tudo o que imaginei. Estou muito animada para fazer o meu primeiro estágio. Tenho muito afinidade com crianças, quero muito ser professora”, afirmou.